• Carlos Magno

“João Guerreiro” não paga Plano de Cargos e Salários e frustra professores

26 Janeiro, 2017 16:378 comments

Com a bandeira da valorização da classe dos professores, pregado em discursos inflamados na época da campanha eleitoral, o atual prefeito de Batalha, João Messias (PP), popularmente conhecido pela alcunha de “João Guerreiro” durante a campanha eleitoral, foi hoje alvo de indignação por parte de alguns membros dessa classe ao receberem seus contracheques. Muitos esperavam encontrar uma melhoria, conforme dita o plano de cargos e salários, no entanto, nada mudou e teve alguns desses profissionais ligados a Educação que receberam valores inferiores aos que recebiam.

A indignação tomou conta de um grupo do Whatsapp, onde alguns educadores e vigias se manifestaram após terem a confirmação na tarde de ontem, 25, do pagamento de seus salários referente ao mês de janeiro.

O que se espera de uma gestão que prometeu valorização da classe de professores, é que mantenha sua palavra e pague cada direito conquistado a custo de muito suor.

Aguardaremos o mês de março, quando os vereadores voltarão do recesso para a aprovação na Câmara do reajuste do PISAN, e esperamos que tudo se resolva, afinal de contas, o professor é a profissão que forma todas as outras profissões, devendo ser respeitada, acreditada e acima de tudo valorizada.

É importante frisar que o prefeito pagou o piso nacional atualizado do magistério R$ 2.298,80, porém não atualizou a progressão salarial dos professores e vigias. Quer dizer, pagou os adicionais com base no salário mínimo, o mesmo “filme” do governo Teresinha Lages (PSB).

De acordo com o setor de Finanças da Prefeitura, ontem foi realizado os pagamento dos Servidores Fundeb 60% _ Servidores 40% _ Administrativos FPM vigias e auxiliares de serviços. Já os Agentes Comunitários de Saúde irão receber dia 26/01 juntamente com pessoal da saúde.

8 Comments

  • O nosso sindicato só procurar direto dos professores.
    Motorista e operador fica onde mesmo ou esses profissionais não tem nenhum direito.

  • Pessoal, calma que estamos no começo do ano ainda é janeiro e ate dezembro muito ainda vai se ouvir falar dessa nova administração guerreira rsrsrsr, na verdade o pisan que procuram já mudou, e agora se chama “pisada”. Queima…..

  • anna fonseca

    calma meus irmãos! o GUERREIRO não vai decepcionar vocês. Afinal a gestão dele só esta começando.

  • Francisca Ribeiro

    Muitos desses que estão reclamando passaram os 4 anos anteriores na taca e nunca abriram a boca pra reclamar de nada, aguentaram tudo calado, agora pq é o JM q está no comando estão se lamentando, não enxergam o buraco q a gestão passada deixou e querem q a atual gestão resolva tudo num piscar de olhos, tenho certeza q tudo vai se resolver, JM sempre disse q precisaria de 2 meses para por a casa em ordem. Paciência é uma virtude.

  • hahahá cadê a mudança esse filme tem mais de 50 anos saí lages entra melos sai melos volta lages e a cidade continua o mesmo caus de sempre pior e q tiveram a chance de experimentar algo novo mas querem sempre a mesmice eu acho e pouco!!!

  • k-rogers23@hotmail.com

    Acho muito cedo para se produzir todo esse alarde.Afinal, foram quatro anos de sofrimento com total desrespeito ao PCCS do município e , de repente da noite para o dia, querem ver tudo mudado. Pergunto, aqueles que criticam esses 27 dias de gestão do atual prefeito, estavam onde nos últimos 4 anos? Daqui à 6 meses se nenhuma posição concreta for apresentada ai sim, é o momento da cobrança. Eu, assim como outros colegas, tive foi o salario reduzido, pois retiraram o quinquênio de todos os professores classe “A” na gestão passada, igualando pessoas de 20 anos de serviço com professores com 5 anos, em termos salariais.

  • Bruna Rafaela

    prepare-se está só começando, teremos ainda mais quatro anos, não sei porque criar tantas expectativas se todos já conhecem perfeitamente essa gestão..faço é rir de quem tá esperando tantas mudanças.ah é bom volta pra realidade pois tem coisas que são só sonhos msm.kkk

Deixe um comentário nesta matéria