Batalha: culminância do projeto ambiental na comunidade Cedro

17 Abril, 2017 11:271 comentário

No dia 08 de abril de 2017, realizou-se a culminância do projeto de intervenção comunitária: Recuperação de Reservatórios D’água e Reflorestamento de Áreas de Proteção Permanente- APP, na comunidade Cedro, em Batalha-PI. O evento foi sediado na Igreja de Nossa Senhora do Carmo, e contou com a presença de 182 participantes, sendo pessoas da própria comunidade,de comunidades vizinhas e vários parceiros.

O referido projeto é de cunho ambiental, e visa sensibilizar a sociedade sobre a necessidade de uma relação mais harmônica do ser humano com os recursos naturais, possibilitando assim sua existência para as gerações futuras. O mesmo está sendo executado pelo acadêmico do Curso de Licenciatura em Educação do Campo, da Universidade Federal do Piauí – UFPI, Raimundo Nonato, juntamente com moradores da referida comunidade e apoio efetivo da equipe docente do referido Curso em especial as Professoras: Ms. Raimundinha Melo, Ms. Keylla Melo e Drª Juciane Vaz.

Por ocasião do mesmo, várias ações foram desenvolvidas, entre elas, a recuperação de dois açudes, com o apoio do Ministério Público; o desenvolvimento de processos formativos para professores, alunos e moradores da comunidade, pela UFPI e Raimundo Nonato; plantio de 420 árvores nativas em APP, com ajuda do Centro de Educação Ambiental e Assessoria – CEAA, Grupo Ecológico da Comunidade Grossos, em Batalha, e Sindicato dos Trabalhadores Rurais – STR de Batalha e, ainda, a realização de um diagnóstico das nascentes de água cuja efetivação foi responsabilidade de técnicos da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos – SEMAR.

Segundo Raimundo Nonato, mentor do projeto, “com o evento de culminância objetivou-se a divulgação das ações do projeto, bem como sua disseminação por outras comunidades. Pois em virtude da multiplicação de ações como esta, é que poderemos sonhar com dias melhores para nossas crianças”.

O mesmo ainda deixa claro que os resultados podem ser maiores se o Poder Público Municipal abraçar a idéia pois, como se trata de uma esfera que abrange todo o município, pode, inclusive, revitalizar vários açudes comunitários que se encontram assoreados. Ressalta que o projeto visa, sobretudo, o bem comum, e que os resultados de ações bem sucedidas favorecerá todas as formas de vida dos ecossistemas locais, ou seja, não escolherá raça, cor, religião, profissão, opção político-partidária. É uma luta que todos devem trilhar juntos e, assim, somarem um pouco mais.

A professora Keylla Melo, da UFPI, ressaltou a relevância social do projeto, destacando que o Curso de Licenciatura em Educação do Campo busca a efetiva atuação dos alunos futuros professores nas comunidades onde estão inseridos. “Especialmente em relação ao projeto coordenado pelo Raimundo Nonato, na comunidade Cedro, este atingiu um nível de atuação tão abrangente que se ampliou para o nível da extensão universitária, sendo premiado no Seminário de Extensão e Cultura da UFPI”, acrescentou a professora.

Para Raimundo Nonato, devemos somar forças para gerar uma sociedade sustentável global baseada no respeito pela natureza, nos direitos humanos universais, na justiça econômica e numa cultura da paz. “A escolha é nossa: formar uma aliança global para cuidar da terra e uns dos outros, ou arriscar a nossa própria destruição”, conclui.

1 comentários

Deixe um comentário nesta matéria