Buriti dos Lopes reabre inscrições para seleção que oferece 96 vagas

18 Abril, 2017 9:210 comentários 10 views

A Prefeitura de Buriti dos Lopes retoma, nesta segunda-feira (17), o andamento do processo seletivo destinado ao preenchimento de 96 vagas em seu quadro de pessoal, por prazo determinado. A prefeitura já definiu o novo cronograma e reabriu as inscrições de hoje até dia 23 de abril. As provas objetivas serão realizadas em 7 de maio. Já o resultado final, anteriormente previsto para ocorrer no dia 22, será divulgado no dia 30 de maio de 2017.

Vagas e Inscrição
A carga horária varia de 20h a 40 horas semanais e a remuneração de R$ 937 a R$ 1.149,90. As vagas são para os seguintes cargos:

– Motorista B (3), Motorista D (4), Operador de Máquinas Pesadas (3), Merendeira (3), Auxiliar de Serviços Gerais (6) e Vigia (7); Professor de Ensino Infantil (24), Professor dos Anos Iniciais de Ensino Fundamental – 1º ao 5º Ano (11) e Instrutor de Informática (1); e Professor de Português (5), Professor de Matemática (6), Professor de Ciências Naturais (4), Professor de História (6), Professor de Geografia (3), Professor de Inglês (5) e Professor de Educação Física (5), divididas entre os níveis Fundamental, Médio e Superior.

Clique aqui para ver o edital e fazer a inscrição. 

A taxa de inscrição é de R$ 45,00 (Nível Fundamental); R$ 55,00 (Nível Médio) ou R$ 70,00 (Nível Superior), e pode ser feita no site www.institutolegatus.com.br.

Entenda a polêmica

O certame, iniciado no mês de fevereiro, havia sido suspenso liminarmente pelo Juízo da Comarca de Buriti dos Lopes, sob a alegação de existência de candidatos aprovados e ainda não convocados em concurso realizado em 2016.

Em recurso apresentado junto ao Tribunal de Justiça, a Prefeitura Municipal alegou que o processo seletivo se destinava à contratação temporária de alguns cargos para os quais não houve concurso público, bem como para a substituição, por tempo determinado, de servidores efetivos afastados de suas funções em virtude de licenças, férias, ou ainda para a ocupação de cargos cujos titulares estão, no momento, exercendo outras funções na Administração, como diretorias escolares e outros cargos comissionados. Dessa forma, o Tribunal de Justiça, em decisão publicada na última terça-feira (11) no Diário da Justiça, reformou a decisão proferida em primeiro grau, sustando todos os seus efeitos.

Deixe um comentário nesta matéria