Prefeitura oficializa exoneração da secretária de Saúde, Mônica Amorim

18 Abril, 2017 13:342 comments 12 views

Após uma grande expectativa quanto sua gestão à frente da Secretaria de Saúde em Batalha, a enfermeira Mônica Fortes Amorim de Carvalho, pediu para deixar o posto alegando motivos pessoais. A exoneração foi publicada nesta terça-feira dia 18 de abril, no Diário Oficial dos Municípios. O nome da nova secretária de Saúde deve ser anunciado pelo prefeito nos próximos dias.

Nas últimas eleições municipais, Mônica Amorim foi candidata a vereadora pela primeira vez, obtendo 407 votos, ficando na primeira suplência da coligação que ajudou na eleição do prefeito João Messias (PP).

Em Batalha, circulavam informações de que ela estava insatisfeita porque não se considerava com autonomia necessária para gerir a pasta. Até para comprar um litro de soro tinha que pedir permissão ao prefeito, pois ele é centralizador, “monocrático”, não consulta ninguém para tomar decisões.

Todos os procedimentos têm que passar pelo prefeito, de uma simples compra até mesmo a transferência de um doente para Teresina. Para o povo que precisa de assistência médica a pasta vai de mal a pior, a troca de secretárias evidencia isso. Com uma gestão incapaz de solucionar problemas de baixa ou média complexidade, o prefeito prometeu que nos primeiros meses de seu governo a saúde ia melhorar consideravelmente, mas até agora nada.

Há quem diga ainda que Mônica Amorim estava sendo “boicotada” dentro do governo. Ela ficou pouco mais de 3 meses à frente da pasta.

Em janeiro já tinha saído a Secretária de Educação, Maria Vaneide de Carvalho Araújo Soares.

Outro nome na iminência de se desligar da prefeitura é o professor Antonio Soares da Silva, que assumiu a Educação no lugar da esposa.

A reportagem tentou ouvir o prefeito João Messias, mas as ligações não foram atendidas.

Segue abaixo integra da portaria de exoneração de Mônica Amorim

2 Comments

  • Tudo isso acontecendo e eu aqui na praça DANDO MILHO AOS POMBOS!
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • Pois é lamentavel mesmo tudo isso, tenho um filho acamado e ja faz 4 mes sem visita do medico da familia!!Pode esperar BATALHA VIVE UM ESTADO DE CALAMIDADE PULBLICA!!

Deixe um comentário nesta matéria