Candidato de Ciro à presidência teria pago R$ 3 milhões para testemunha calar a boca

12 Agosto, 2017 16:030 comentários 2 views

ESQUEMA REVELADO – A grande esperança do senador Ciro Nogueira para a presidência da República em 2018, ministro da Agricultura Blairo Maggi, está atolado em denúncias no esquema de compra de vaga no Tribunal de Contas do Estado (TCE) e não deve demorar muito no governo Temer, além de correr o risco de ir pra cadeia.

Em fevereiro deste ano ao assinar a filiação de Blairo Maggi, o senador piauiense também o apontou como o candidato do partido nas eleições de 2018.  “O partido tem o nome do ministro Blairo Maggi como a sua grande esperança para disputa presidencial do próximo ano”, disse, durante entrevista à Rádio Capital FM.

R$ 6 MILHÕES PARA TESTEMUNHA CALAR A BOCA – A denúncia no esquema pra comprar vaga no TCE-MT consta na delação premiada do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), homologada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luix Fux na última quarta (09), que foi revelada com exclusividade pelo Jornal Nacional (JN) desta sexta (11).

A delação premiada de Silval informa que Eder Moraes (ex-secretário de Fazenda) revelou o envolvimento de Blairo no esquema em depoimento prestado ao Ministério Público Estadual (MPE) em março de 2014. Em seguida, teria cobrado R$ 12 milhões para mudar o conteúdo das declarações.

Após negociação, Eder teria aceitado reduzir o valor do suborno para R$ 6 milhões. Deste total, R$ 3 milhões teriam sido repassados por Blairo por intermédio do empresário Gustavo Capilé – proprietário do jornal Diário de Cuiabá. Os outros R$ 3 milhões teriam sido pagos por Silval através do ex-chefe de gabinete Silvio Corrêa que repassou parte em dinheiro e quitou uma dívida no valor de R$ 800 mil.

www.codigodopoder.com

Deixe um comentário nesta matéria