Comerciante de Batalha é acusado de favorecimento à prostituição

2 Outubro, 2017 17:110 comentários 2 views

A Justiça aceitou denúncia contra um comerciante da cidade de Batalha, acusado de aliciamento sexual de uma menor de idade. Ele foi denunciado pelo Ministério Público em agosto deste ano, por favorecimento à prostituição ou outra forma de exploração sexual de vulnerável.

Fórum Des. Adolfo Uchôa – Foto: Everardo Torres

De acordo com a denúncia, em meados de dezembro do ano de 2013, no período da manhã, em um bar situado nas imediações da Prefeitura de Batalha, o comerciante teria submetido, mediante violência física e ameaça, uma garota, na época com 15 anos (quinze) anos de idade, à prostituição ou exploração sexual, praticando com esta conjunção carnal.

Por ocasião dos fatos, o denunciado conheceu a vítima por intermédio de uma “agenciadora” de menores. E, em virtude de uma dívida desta suposta “agenciadora” com o comerciante, a menor teria sido conduzida até o estabelecimento do Acusado, onde foi forçada a manter relações sexuais com ele.

A juíza designou audiência de instrução e julgamento para o dia 24.10.2017, às 09:00 horas, na qual se procederá à oitiva da(s) pessoas arroladas pelas partes – vítima(s) e testemunha(s) -, ao interrogatório do(s) acusado(s), requerimento de diligências e apresentação de alegações finais orais.

Deixe um comentário nesta matéria