FB consegue localizar parentes de homem que foi embora há 40 anos

3 Novembro, 2017 15:272 comments 4 views

Carlos Augusto (camisa verde – que fez contato com a redação) e o pai Antonio Augusto

FOLHA DE BATALHA recebeu o seguinte pedido de ajuda na noite de sexta-feira (27/10), VIA WHATSAPP:

Boa noite!

Aqui é Carlos Augusto, sou do Mato Grosso e preciso de uma informação, quero saber se Vitória de Baixo fica aí perto? É que estou à procura dos familiares de meu pai, Antonio Augusto Ferreira, que nasceu em uma fazenda nas margens do rio Longá, de propriedade de um senhor conhecido como “Tenente Freitas”.

Meus avós, que ficaram aí em Batalha, seriam Francisco de Assis Ferreira e Maria do Carmo Ferreira. Já os meus tios se chamam Everardo Ferreira (hoje teria uns 40 anos), João Maria Ferreira, Ana Paula Ferreira, Diana Ferreira e Maria de Lurdes Ferreira.

Meu pai conta que veio do Piauí em 1978, aos 12/13 anos de idade, trazido por um amigo da família…. como a vida aí era muito difícil ele trouxe meu pai pra tentar a sorte aqui no Mato Grosso. Desde então, nunca mais teve notícias dos irmãos, nem de meus avós.

Meu pai não tem estudo e por isso nunca tentou entrar em contato com alguém para reencontrar a família. Ele não sabe que estou tentando localizar meus tios e avós.

Fazia dias que eu procurava em sites do Piauí, algum contato. Tentei no site da prefeitura. No facebook. Aí hoje eu encontrei um site de Batalha no Google, chamado Folha de Batalha, e tinha seu número de contato

Há anos que meu pai só fala em reencontrar seus irmãos e pais. Se você puder me ajudar, vai ser uma grande surpresa para meu pai.



Família localizada

O momento é de muita alegria pois Antonio Augusto Ferreira, lá do Mato Grosso, já está se comunicando com seus familiares daqui do interior de Batalha/PI, por telefone. São 40 anos que ele foi embora de Batalha para Mato Grosso, passando todo esse tempo sem ter contato com seus familiares.

FOLHA DE BATALHA contou com a ajuda do Agente Comunitário de Saúde, Maurício José Silva Ferreira, que trabalha na região. Ele foi até residência de dona Diana Ferreira, uma das irmãs de Antonio Augusto, e inventou uma história, falou que estava fazendo uma pesquisa sobre as famílias do lugar. Confira a reação de dona Diana ao saber que o irmão está vivo e procura por notícias!

De acordo Carlos Augusto, já houve troca de telefones e seu pai já conversou com alguns familiares, inclusive com a matriarca, dona Maria do Carmo Ferreira. O reencontro deverá acontecer em dezembro, na localidade Vitória de Baixo.



2 Comments

  • Maurício José

    Muito feliz por ter participado desse reencontro. Fiquei muito emocionado mesmo. Quero esta presente no reencontro de verdade.

  • Carlos augusto ferreira

    So temos a agradecer ao FB” por ter nos ajudado, gracas a voces,, agora poderemos reencontra a familia de meu pai.. Muito obgdo

Deixe um comentário nesta matéria