Juiz nega embargos de declaração a Geraldinho

27 Novembro, 2017 18:491 comentário 6 views

O juiz substituto da Vara Criminal de Batalha, Ulysses Gonçalves da Silva Neto, julgou improcedentes os embargos de declaração interpostos por José Geraldo Marques da Silva Filho, mais conhecido como Geraldinho, contra a decisão de levá-lo a júri popular. Os embargos foram julgados na manhã desta segunda-feira (27).

José Geraldo Marques da Silva Filho (Geraldinho).

O recurso apresentado pelo advogado de defesa de Geraldinho, Ezequiel Miranda Dias, pretendia reverter o crime de qualificação de homicídio doloso para homicídio culposo, o que faria com que o acusado não fosse levado ao tribunal do júri.

No dia 26 de outubro deste ano, o magistrado decidiu que Geraldinho vai a Júri Popular pelo homicídio doloso do jovem Lucídio de Carvalho Silva, de 21 anos.

A defesa sustentou que “a referida decisão é omissa quanto à fundamentação probatória quanto ao dolo na conduta cuja autoria lhe é atribuída, a qual culminou com a morte da vítima Lucídio”.

Agora, só falta o juiz marcar a data para a realização do Tribunal do Júri.



1 comentários

  • Cláudio Meneses

    Sobre o caso Geraldin, é lamentável, mas infelizmente a lei prevê que seja levado a júri popular ( crime doloso sem defesa à vítima).

Deixe um comentário nesta matéria