Homem é condenado à prisão em regime aberto por atropelar e matar menina de 12 anos em Batalha

19 Março, 2019 16:040 comentários

O representante comercial José Baía Sobrinho Filho, acusado de provocar o acidente que matou a estudante Deyse Gabriela Alves Silva, de apenas 12 anos, na rodovia PI 117 (hoje BR-222) em setembro de 2015, foi condenado a 2 anos e 8 meses de detenção por homicídio culposo no trânsito, ou seja, quando não há a intenção de matar. José Filho teve ainda suspenso o direito de dirigir pelo mesmo período.

A sentença é da juíza Lidiane Suely Marques Batista, da Vara Única da Comarca de Batalha e foi dada em 14 de março de 2019.

Na condenação, ele deve cumprir inicialmente a sua pena em regime aberto.

Homicídio culposo

O laudo técnico realizado no local da colisão, pela polícia civil, concluiu que “o acidente de tráfego deveu-se, inicialmente, ao comportamento do condutor da Amarok, o qual trafegava em velocidade alterada e, ainda, realizou ultrapassagem proibida, apesar de tal proibição se fazer presente no asfalto, via faixa contínua, e na placa vertical”.

Relembre o caso 

Na manhã do dia 09.05.15, por volta das 08h30, na Rodovia PI 117 (hoje chamada de BR-222), José Baía Sobrinho Filho, dirigindo seu veículo Volkswagen Amarok, colidiu contra uma motocicleta pilotada pela funcionária pública Maria Deusa Alves, causando a morte de Deyse Alves Silva e lesionando Davys Gabriel Alves Silva, ambos menores, filhos da servidora municipal.

Deusa seguia sentido Batalha/Esperantina e ao chegar na entrada da localidade Retiro Velho, próximo a uma cerâmica, entrou a esquerda.

A caminhonete conduzida por José Baía Sobrinho Filho, vinha logo atrás, em velocidade inadequada, e não foi possível evitar a colisão jogando os ocupantes da motocicleta a uma longa distância. O corpo de Deyse ficou a uns 35 (trinta e cinco) metros do local do acidente.

MATÉRIA RELACIONADA

Grave acidente tira a vida de menina de 12 anos e deixa outros dois feridos em Batalha

Deixe um comentário nesta matéria

You must be logged in to post a comment.