Projeto do prefeito concede auxílio-moradia de R$ 2 mil aos médicos

3 Junho, 2018 2:410 comentários 2 views

No momento em que o país discute o combate aos privilégios, o prefeito de Batalha João Messias(PP) encaminha à Câmara Municipal proposta de criação de auxílio-moradia (bônus salarial disfarçado), no valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais) para os médicos contratados temporariamente durante sua gestão. A medida chegou na última sexta-feira (01/06) ao Legislativo e ainda deve passar pelo crivo das comissões da Casa antes de ir à votação. Previsão do Paço é de iniciar o pagamento em julho.

João Messias, prefeito de Batalha.

Atualmente o município batalhense conta com nove médicos do Programa Saúde da Família (PSF) e quatro do Programa Mais Médicos, totalizando 13 profissionais. Deste total, apenas 02 (dois) são efetivos.

Quem não gostou da notícia foi o “baixo clero” da saúde, que aguarda pelo tão sonhado plano de cargos e salários da categoria há décadas.

A tramitação do projeto foi suspensa em abril de 2017, após pedido do Ministério Público Estadual. Ou seja, engavetaram o projeto que beneficiaria toda a classe da saúde. Agora querem aprovar uma lei que privilegia apenas os médicos.

Infelizmente, isso desmotiva alguns servidores que, além de sofrerem com os baixos salários, se borram de medo do prefeito. Ou será paixão?



Deixe um comentário nesta matéria